Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

O novo visual do meu Bóbi.

Ontem ao brincar com o meu Bóbi, ele deu-me duas ganidelas de dor mas eu nem percebi porquê. Pensei que fosse de alguma patinha e apalpei mas ele não se queixou. À noite, ao mexer-lhe numa orelha o meu irmão viu que ele tinha uma espécie de balão lá dentro. E que lhe doía. Decidimos que hoje teria de ir ao veterinário pois não sabíamos o que seria aquilo.
o
O grande problema era: como vamos levar o cão ao veterinário pois estamos sem carro e ir com ele a pé... hummm...
Pensámos em pedir a um tio meu se nos podia levar ao vet na sua carrinha. A minha mãe falou com ele e ele disse que sim. Apareceu cá em casa a pé e com um tubo na mão. Eu fiquei de boca aberta e o meu irmão ficou piurso.  Acabámos por ir a pé com o meu tio a dar bitaites como se fosse o "Encantador de Cães" - e como se algum dia tivesse tido algum cão - a torto e a direito. O meu irmão deitava fumo pelo nariz, pelos ouvidos e por mais algum buraquinho... e eu ia danada igualmente.
o
Chegámos ao vet e o que o meu "bóquinhas" tinha era um hematoma provocado por uma coçadela ao ouvido e que rebentou um vaso sanguíneo. Levou com o termómetro no rabo, levou uma pica e fez uma drenagem à orelhinha. Tenho a dizer-vos que o meu grandalhão se portou MUITO bem, melhor que a dona Pepper quando vê agulhas... :P Só deu uma ganidinha quando sentiu a picadinha da agulha mas a seguir ficou caladinho e calminho. Nós é que levamos uma descasca por levarmos o bicho a pé, com a caloraça que está e doentinho. O pobrezinho chegou lá com 40 graus de febre e com dificuldade em respirar.
o
Resultado: veio do vet com a orelhinha colada à cabecinha e com um abatjour enorme e que o faz ficar preso por todo o lado. Dá pena, coitado, mas tem de ser. Voltámos a pé para casa, por um caminho mais curto e com o cão a bater com o abatjour em tudo quanto era parede e carro pois aquilo não o deixa ver em condições.
o
Quanto ao meu tio, foi "dispensado" logo. Afinal se soubessemos à partida que iria ser assim e a soltar alarvidades ao pé de nós e depois junto da minha mãe e tia, tinha ficado em casa descansadinho.
A minha B. ao saber que o tio tinha ido com o Bóbi ao vet e que tinha levado um tubo para bater ao cão, ligou furiosa à minha tia para descompor o meu tio... Ahahahahahah! A pirralha de quase 9 anos também é dona do Bóbi e ela saber que não se bate aos cães, que não se faz mal aos animais. O meu tio livrou-se de ouvir a descasca porque a minha tia não lhe passou o telefone mas a B. não se esquece de nada e quando apanhar o meu tio, vai-lhe contar uma história, ai vai, vai! E é bem feita!
o

Agora deixo-vos umas fotos do meu "bóquinhas" com ar tristonho... Reparem nos olhinhos.